2ª Jornada Campeonato Nacional Sub-18 Grupo B Lisboa/Centro

2ª Jornada Campeonato Nacional Sub-18 Grupo B Lisboa/Centro

Pelicanos sub-18 vencem jornada em casa frente ao Benfica.

Depois de uma primeira jornada fora menos conseguida, os jovens Caldenses retificaram a mão, vencendo em casa e categoricamente um dos adversários fortes deste grupo, o SL Benfica Rugby, por 47 – 07.

Neste último sábado 29 de Outubro, o Caldas Rugby Clube sub-18 recebeu a contar para a 2ª jornada do Campeonato Nacional o SL Benfica Rugby.

Com um relvado em excelentes condições e um parque desportivo municipal recuperado e bem mantido, numa manhã de verdadeiro verão, assistiu-se a mais um grande jogo de rugby juvenil.

O Caldas jogava pela primeira vez oficialmente na sua casa e frente a um público numeroso e entusiasmado, a quem agradecemos o apoio. O Benfica jogava o seu primeiro jogo da época. Estavam reunidas as condições para um grande jogo com duas equipas motivadas e que iriam dar tudo para conquistar uma vitória.

Começou forte a formação das Caldas, conseguindo marcar logo aos 2´numa sequência rápida de fases bem combinadas e uma penetração, pelo 2ª Linha Afonso Montargil, autor do primeiro ensaio, que não seria convertido.

O domínio Caldense manteve-se com uma pressão alta, um jogo seguro e dinâmico liderado pelo seu abertura, Tomy Lamboglia que aos 16´chutou cirurgicamente para as costas da equipa adversária para o seu primeiro centro Tomás Jacinto romper as linhas adversárias e marcar o ensaio numa sequência de grande qualidade. Ensaio convertido por Tomy Lamboglia.

Reagiu o Benfica, respondendo à desvantagem e assumindo o jogo, e após várias tentativas bem contidas pela defesa Pelicana, conseguiu o seu ensaio, convertendo-o.

O jogo estava intenso e com muita fluidez, poucas faltas, duas equipas tecnicamente bem preparadas e organizadas. A primeira parte iria culminar com mais um ensaio Caldense, por Mateus Neves, na sequência de uma jogada rápida à mão percorrendo vários jogadores até à linha de ensaio, mais uma vez bem transformado pelo capitão Pelicano.

Ao intervalo, Caldas RC -19 / SL Benfica Rugby – 07.

O jogo recomeçou, com o Benfica a entrar melhor tentando marcar cedo para disputar o resultado; os Pelicanos aguentaram bem a pressão adversária. Sem sombra de dúvidas que se estava a assistir a um belíssimo jogo de Rugby, com duas equipas a respeitarem-se e a dar o tudo por tudo.

A tensão aumentava, a entrega foi total, os Pelicanos conseguiam sacudir a pressão e chegar aos últimos 5 metros com uma ação disciplinada e forte dos seus avançados, conseguindo um ensaio aos 15´da 2ª parte pelo pilar Beny Dourado, que regressava de lesão. Tomy Lamboglia, assegurou a conversão.
Os ânimos aqueceram um pouco, muito devido à intensidade do jogo e à generosidade característica deste escalão, obrigando o árbitro a atuar disciplinarmente, fazendo que durante 10 minutos ambas as equipas passaram a jogar com 14 jogadores. Uma palavra para atuação segura do também ainda muito jovem árbitro António Vidigal, a arbitragem nacional tem aqui, também, um futuro risonho.

O Benfica continuou a lutar, procurando sempre aplicar o seu plano de jogo e contrariar a ascendência dos Pelicanos, mas o capitão Caldense, Tommy Lamboglia assumiu a responsabilidade de sacudir a sua equipa e por duas vezes, conseguiu penetrar nas linhas Benfiquistas e romper rumo ao ensaio, encarregando-se também da sua conversão.

Finalmente na bola de jogo, quando as duas equipas estavam a dar o tudo por tudo, independentemente do resultado, o Caldas variando o seu jogo e sendo agora os avançados a assumir a ofensiva, conseguiu um último ensaio, fruto do coletivo, concretizado por Ricardo Rei, que entrou na segunda parte refrescando assim a 3ª linha Pelicana. Com a conversão Tomy Lamboglia fixou o resultado final.

Resultado: Caldas RC – 47 (7 E, 6 T) / SL Benfica Rugby – 07 (1 E, 1 T).

Podemos considerar o resultado pesado face à postura da equipa do Benfica que nunca baixo os braços e entregou-se física e moralmente até ao último segundo, valorizando esta vitória dos Pelicanos que beneficiam assim do ponto de bónus ofensivo.

Ao contrário da 1ª jornada os Pelicanos sub-18 foram coesos e taticamente mais rigorosos, o que conjugado com a inspiração de alguns dos seus jogadores chave dilatou o resultado traduzindo assim a eficiência do jogo produzido, embora, e relembra-se o Benfica tenha saiío de cabeça erguida. As duas equipas contribuíram para uma excelente partida de rugby que foi jogada com qualidade e intensidade.

A terceira parte, um convívio salutar, finalizou mais uma agradável jornada de Rugby nas Caldas da Rainha.

Alinharam pelo Caldas Rugby Clube: José “Zézão” Vieira, António Maltez, Bernardo ”Beny” Dourado, Baltazar “Baltas” Fernandes, Afonso Montargil, Leonardo “Leo” Ferreira, Mateus Neves, Filipe ”Fili” Gil, Alexandre “Alex” Vieira, Tomas ”Tomy” Lamboglia (cap.), Duarte Jasmins, Tomás Jacinto, Eduardo “Edu” Vieira, Diogo Lucas, Carlos “Carlitos” Prieto, Bernardo Nascimento e Ricardo Rei.

Treinador: Patricio Lamboglia
Fisioterapeuta: João Raimundo/Physioclem
Diretor Equipa: Adelino Jacinto
Os nossos agradecimentos ao apoio da CM Caldas da Rainha e aos nossos patrocinadores:

sponsors

crc_sl-benfica-1

crc_sl-benfica-2

Partilhar...Share on Facebook