1ª Jornada Fase de Apuramento CN Grupo B Sub18 Caldas RC – 21 vs CR Évora – 47

1ª Jornada Fase de Apuramento CN Grupo B Sub 18

 

Caldas RC estreia-se com derrota frente ao CR Évora

 

Quase em Novembro, e após quase dois meses após o início da época, começou, finalmente, a competição no Grupo B do escalão Sub18. Mal vai o Rugby Português quando os jovens jogadores não têm possibilidade de fazer o que os traz para a modalidade – JOGAR E COMPETIR!

 

A exemplo de outros campeonatos também esta primeira jornada do Grupo B do escalão Sub18 não teve árbitros nomeados. Valeu, mais uma vez, a disponibilidade dos Clubes, neste caso do Caldas RC e do CR Évora para encontrar soluções.

 

O jogo entre estes dois Clubes foi arbitrado pelo capitão da Equipa Sénior do Caldas RC, Tomás Lamboglia, que, mesmo a recuperar de um jogo intenso da véspera, esteve disponível e arbitrou sem reparos de qualquer das equipas.

 

Domingo de autêntico Verão, bancadas bem preenchidas e o novo Vereador do Desporto da CM Caldas da Rainha presente. O Caldas RC saúda esta visita e, como sempre, reconhecendo o apoio da autarquia ao Desporto, mostra-se disponível para continuar a retribuir à população o que deve ser a principal missão de um Clube Desportivo.

 

O Caldas RC recebeu o CR Évora, consciente da maior capacidade dos Alentejanos, equipa mais “adulta”, forte fisicamente e comum Rugby de boa técnica. Esta equipa do CRE tem, claramente, dimensão para outro nível competitivo.

 

Como é apanágio dos Pelicanos, foram à luta, e logo no primeiro minuto uma jogada muito bem delineada pelo centro foi brilhantemente concluída pelo talonador Rodrigo Pereira, entre os post3s. Conversão fácil pelo habitual chiador Afonso Pessegueiro.

 

Alertados os Eborenses organizaram o seu jogo poderoso de avançados, elevada técnica individual e, apesar da sempre organizada defesa Caldense foram construindo o resultado.

 

Cinco ensaios, quatro dos quais transformados ditaram a sorte do jogo, ao intervalo.

 

Caldas RC – 7 / CR Évora – 33.

 

Entraram muito fortes os Alentejanos na 2ª parte, por forma a não dar qualquer chance de reação à equipa da casa. Logo no primeiro minuto, o sexto ensaio, transformado sentenciou a partida.

 

Retificaram os Pelicanos, equilibrando o encontro.

 

Corolário desta atitude os ensaios conseguidos aos 51 minutos, pelo nº 8 Afonso Montargil e aos 57 minutos por Tomás Fidalgo, ambos bem transformados.

 

Até final o Caldas instalou-se nos últimos 22 metros do CRE, contudo, alguma precipitação na finalização das jogadas de ataque não permitiu concretizar o toque de meta que se adivinhava.

 

Aproveitaram os Alentejanos, e, após interseção a um último passe dos Pelicanos, num rápido contra-ataque, finalizaram entre os postes.

 

Resultado Final: Caldas RC – 21 (3 E, 3 T) / CR Évora – 47 (7 E, 6 T)

 

Vitória justa e normal da melhor e mais forte equipa. Excelente réplica da jovem equipa do Caldas RC, com uma mescla de Sub18 e Sub16, que com o seu Rugby tradicional mostrou grande capacidade para outros voos.

 

Alinharam pelo Caldas RC: Afonso Montargil (1 E), Afonso Pecegueiro (2 T), Álvaro Jasmins, António Maltez (Cap.), Bernardo Nascimento, Carlos Prieto (1 T), Diogo Lopes, Diogo Lucas, Diogo Vieira, Gonçalo Bernardo, Ismael Carvalho, João Pedro Lamy, João Rego, José Maria Vieira, José Contreras, Manuel Carriço, Rafael Marcos, Rodrigo Henriques, Rodrigo Pereira (1 E), Tomás Dias (1 E).

Treinador: Patrício Lamboglia

Diretor de Equipa: António Ferreira Marques

Fisioterapeuta: Érica Balseiro/Physioclem.

Os nossos agradecimentos ao apoio da CM Caldas da Rainha e aos nossos patrocinadores.

 

 

 

Partilhar...Share on Facebook