2ª Eliminatória Taça de portugal Sub-18 Caldas RC – 19 (3 E, 2 T) vs CR Évora – 12 (2 E, 1 T)

 

2ª Eliminatória Taça de Portugal Sub 18

Caldas RC vence o CR Évora e apura-se para a Fase Final

Domingo gélido e muito ventoso, “pitch” em muito bom estado, bastante público Caldense que nunca regateou o seu apoio aos Pelicanos.

 

O Caldas RC, depois da vitória na 1ª Eliminatória no derby do Oeste, frente ao RC Santarém, recebia a forte equipa do CR Évora com quem tinha perdido na 1ª Jornada do Campeonato Nacional Grupo B. Antevia-se, assim um jogo muito difícil para a equipa Pelicana.

 

A partida permitiria, por um lado, avaliar o quanto tinha evoluído a jovem equipa do Caldas, constituída em cerca de 50% por jogadores ainda com idade para jogar no escalão inferior e, por outro lado, em termos competitivos, definir a equipa que se apuraria para a fase final da Taça Placard.

 

Motivados, com o espírito e a garra que é apanágio dos Pelicanos, os Caldenses entraram dispostos a jogar Rugby.

 

Surpreendentemente, ou talvez não, e mesmo a jogar contra o forte vento que se fazia sentir, o Caldas instalou-se no meio-campo Alentejano e chegou ao ensaio aos 8 minutos pelo poderoso asa Duarte Jasmins. A transformação pelo habitual chutador Afonso Pecegueiro falhou por pouco.

 

Mais fortes fisicamente os Eborenses responderam e pressionaram fortemente as tentativas de jogar à mão dos Caldenses, empurrando os Pelicanos para os seus 22 metros.

 

Aos 16 minutos esta dinâmica deu os seus frutos e o Évora chega ao ensaio, exemplarmente transformado, colocando o resultado em Caldas RC – 5 / CR Évora – 7.

 

A partir daqui o Caldas realizou uma segundo quarto de total domínio.

 

Fases sucessivas de avançados em cima dos 5 metros do adversário e como corolário dois toques de meta, aos 25 minutos, pelo abertura Manuel Carriço a concluir entre os postes, e aos 34 minutos pelo pilar António Maltez. O pé afinado de Afonso Pecegueiro colocou o resultado ao intervalo em:

 

 

Caldas RC – 19 / CR Èvora – 7.

 

Surpresa só para quem não esteve nas bancadas do Campo de Rugby das Caldas da Rainha. Rugby de nível a mostrar o progresso notável dos Pelicanos.

 

A segunda parte, como seria de esperar, assistiu à reação dos Alentejanos, equipa que tem valor e qualidade para jogar a um nível superior tentou inverter o resultado.

 

Jogo pressionante do Évora mas com o Caldas a defender muito e bem e sempre a procurar responder com o seu tradicional jogo á mão.

 

Aos 44 minutos o Évora conseguiu chegar ao ensaio, colocando o placard em Caldas RC -19 / CR Évora -12.

 

Foi a vez de os Caldenses mostrarem uma fibra, que se adivinhava, mas que agora se mostrava na sua plenitude. Organizados a defender, corajosos a placar, solidários na ajuda foram resistindo a todas as tentativas do adversário.

 

 

O ensaio Eborense esteve eminente mas os Pelicanos resistiram e na fase final da partida voltaram a colocar o jogo nos 22 metros do oponente, estando também muito próximos de concretizar, o que a acontecer também seria injusto para o equilíbrio de a partida se revestiu.

 

Resultado Final: Caldas RC – 19 (3 E, 2 T) / CR Évora – 12 (2 E, 1 T)

 

 

Resultado justíssimo para a melhor equipa na manhã deste Domingo.

 

O apoio constante e o forte aplauso final que o público rendeu aos jovens Pelicanos foram a prova do agrado que todo o Clube Caldense coloca nesta equipa que tem um grande futuro à sua frente.

 

O Caldas RC, com este triunfo segue para a fase final da Taça de Portugal onde se testará contra as melhores equipas nacionais. Justo prémio e oportunidade para um salto na evolução destes jovens jogadores.

 

Alinharam pelo Caldas RC: Afonso Montargil, Afonso Pecegueiro (2 T), Álvaro Jasmins, António Maltez (1 E), Bernardo Nascimento, Carlos Prieto, Diogo Lopes, Diogo Vieira, Duarte Jasmins (Cap.) (1 E), Gonçalo Peres, João Pedro Lamy, José Maria Vieira, José Contreras, Manuel Carriço (1 E), Paulo Pereira (Torrense Rugby), Pedro Correia, Rafael Marcos, Rodrigo Henriques, Rodrigo Pereira, Tomás Dias, Wilson Bento.

Treinador: Patrício Lamboglia

Diretor de Equipa: António Ferreira Marques

Fisioterapeuta: Rodrigo Santos/Physioclem.

 

Os nossos agradecimentos ao apoio da CM Caldas da Rainha e aos nossos patrocinadores.

Partilhar...Share on Facebook
Facebook