3ª Jornada CN Grupo B Sub18 CR Setúbal – 17 (3E, 1T) vs Caldas RC – 18 (6P)

 

3ª Jornada CN Grupo B, escalão Sub18

Caldas RC triunfa em Setubal, em jogo intenso e competitivo

Após um início de época com resultados expressivos, quer para o Campeonato quer para a Taça, o Caldas deslocava-se a Setúbal para defrontar a equipa do CR Setúbal, que se apresentava como um adversário muito difícil.

Num início de tarde de Inverno, pouca chuva mas tempo muito húmido, um “pitch” magnífico e uma partida intensa, jogada com total entrega e correção por ambos os conjuntos.

Dois tipos de Rugby distintos. O Setúbal, equipa com maior estatura física a privilegiar o jogo de avançados e a colocar grande pressão na fase defensiva, o Caldas a escolher o seu Rugby tradicional, mais académico, a tentar sempre encadear o jogo à mão, mesmo nas difíceis condições de manuseamento da oval.

O primeiro quarto foi de domínio Pelicano. Instalados nos 22 metros Setubalense, as várias oportunidades acabaram por não serem concretizadas, também fruto da defesa muito coesa da equipada casa.

Aos 15 minutos um “amarelo”, a castigar as sucessivas faltas no solo dos Setubalenses, não foi aproveitado pelo Caldas.

E quem se empertigou foi o Setúbal. Colocando finalmente a oval nos 22 metros Pelicanos beneficiou de uma sucessão de penalidades, e “mais 10 metros” por contestação da decisão e chegou ao toque de meta aos 27 minutos. A “indisciplina” nesta modalidade tem um custo. O treinador Patricio Lamboglia atuou como se impunha substituindo, de imediato, o prevaricador.

Reagiu o Caldas e aproveitando as sucessivas faltas do Setúbal foi escolhendo chutar aos postes. Aos 32 minutos e aos 35 minutos duas conversões com a eficácia a que já nos habituou do “kicker” Pelicano Afonso Pecegueiro colocou o marcador favorável aos visitantes.

1ª Parte: RC Setúbal – 5 (1E) vs Caldas RC – 6 (2P).

Partida equilibrada, seria pela concentração e entrega que vencedor poderia ser encontrado.

A segunda metade seguiu o mesmo contorno. Mais intenso o Setúbal, mas a cometer muitas faltas, sempre a tentar jogar à mão o Caldas, mas magnificamente contrariado por uma defesa corajosa e muito eficaz.

Aos 43 minutos, nova penalidade concretizada aos postes pelo centro Afonso Pecegueiro.

O Setúbal respondeu com a sua melhor fase em todo o encontro e, aos 46 minutos fases sucessivas de avançados e entrada decidida pelo centro a concretizar entre os postes. Transformação fácil e o resultado em 12-9 para a equipada casa.

A equipa da casa, a dominar não deixou, contudo, de cometer faltas por “fora de jogo” ou na disputa “no chão”. E foi, de novo, penalizada aos 49 minutos e aos 53 minutos que o confiante Afonso Pecegueiro não enjeitou, recolocando o marcador a favor dos Pelicanos, 12 – 15.

Os últimos15 minutos foram dramáticos. Os Setubalenses instalaram-se nos últimos10 metros Caldenses foi a vez do espírito e coragem Pelicana defenderem a vantagem.

Numa nova penalidade aos 63 minutos, Afonso Pecegueiro castigou as faltas sucessivas do Setúbal chutando com precisão e colocando o marcador em 12 -18.

Não desistiu a equipa da casa e colocou-se nos últimos 5 metros. Defendeu como pode o Caldas, viu faltas sucessivas serem penalizadas com o “sin bin” para o 2ª linha Diogo Vieira, mas não impediu o terceiro ensaio, na bola de jogo. A transformação não resultou e a partida terminou com algum amargo para o Setúbal.

Resultado Final: CR Setúbal – 17 (3E, 1T) vs Caldas RC – 18 (6P).

Encontro muito disputado e equilibrado, domínio territorial na segunda metade dos Setubalenses que se viram penalizados no resultado pelas muitas faltas cometidas.

Ainda que dominado, o Caldas foi inteligente na forma como aproveitou as oportunidades aos postes. Esteve competente Afonso Pecegueiro concretizando seis das oito penalidades tentadas.

Arbitragem competente do experiente Ricardo Rodrigues, sempre disciplinador.

No domingo, 25 de Novembro, o Caldas RC defronta o Direito B, pelas 10:00 h, nas Caldas da Rainha, para a 4ª Jornada do CN Grupo B.

Alinharam pelo Caldas RC: Afonso Montargil, Afonso Oliveira, Afonso Pecegueiro (6P), António Maltez, Bernardo Nascimento, Carlos Prieto, Christian Almeida, Diogo Vieira, Gonçalo Cordeiro, Guilherme Colmonero, João Pedro Lamy, João Salvador, José Contreras, Manuel Carriço, Rafael Marcos, Rodrigo Henriques (Cap.), Ricardo Correia, Rodrigo Ribeiro, Rodrigo Santos, Salvador Palhoto

Treinador: Patrício Lamboglia

Diretor de Equipa: Mario Carriço

Fisioterapeuta: Pedro Lopes/Physioclem.

A equipa do Caldas RC deslocou-se em carrinhas gentilmente cedidas pela TransWhite.

Os nossos agradecimentos ao apoio da CM Caldas da Rainha e aos nossos patrocinadores.

Partilhar...Share on Facebook
Facebook